Vitamina A

A vitamina A foi a primeira vitamina lipossolúvel a ser descoberta. É um nutriente essencial necessário em pequenas quantidades pelos seres humanos para o funcionamento normal da visão; para o crescimento e desenvolvimento; para a manutenção da integridade celular epitelial, função imunológica e reprodução.

A vitamina A existe essencialmente sobre a forma de retinois, beta-caroteno, e carotenoides. O retinol, também conhecido como vitamina A pré-formada, é a forma mais ativa e está presente principalmente nos alimentos animais. O beta-caroteno, também conhecido como pró-vitamina A, é uma fonte vegetal de vitamina A, e os carotenóides são o maior grupo dos 3.

Deficiência em vitamina A

A deficiência em vitamina A ocorre principalmente entre as populações malnutridas, idosas e doentes crónicos, mas é mais mais prevalente nos países em vias de desenvolvimento. A adaptação visual anormal à escuridão, pele seca, cabelo seco, unhas quebradiças e diminuição da resistência às infecções estão entre os primeiros sinais de deficiência de vitamina A (VAD).

Formas de vitamina A autorizadas no fabrico de suplementos alimentares:

a) retinol

b) acetato de retinilo

c) palmitato de retinilo

d) beta-caroteno

Alegações de saúde autorizadas pela Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (EFSA) relativamente à vitamina A:

  • A vitamina A contribui para o normal metabolismo do ferro
  • A vitamina A contribui para a manutenção de mucosas normais
  • A vitamina A contribui para a manutenção de uma pele normal
  • A vitamina A contribui para a manutenção de uma visão normal
  • A vitamina A contribui para o normal funcionamento do sistema imunitário
  • A vitamina A contribui para o processo de diferenciação celular